Aplicativo vai facilitar controle social na Educação

por Maria Aida, 20/06/2018 às 08:36 em Educação

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), conselheiro Ulices Andrade, esteve reunido na manhã desta terça-feira, 19, com conselheiros, membros do Ministério Público Estadual (MPE/SE) e Ministério Público de Contas (MPC) para uma apresentação do aplicativo "Educação UP”, fruto de convênio entre TCE, MPE e Universidade Federal de Sergipe (UFS). O software, mais conhecido como “Duca”, que é o nome da corujinha mascote que o representa, pretende ser uma importante ferramentas de controle social no âmbito da Educação.

Na ocasião, os presentes conheceram o projeto apresentado pelo professor Methanias Colaço, do Núcleo de Pesquisa e Prática em Inteligência Competitiva do Departamento de Sistemas de Informação da UFS. Ele demonstrou os meios que a população terá para denunciar, elogiar ou apontar problemas nas escolas públicas, fazendo do app uma plataforma colaborativa. Também foi ressaltado que o aplicativo vai detectar a localização do usuário, só permitindo avaliações de pessoas que estiverem no local da escola ou em lugares próximos.

"Estamos num momento em que a população clama por alternativas como estas; a sociedade quer fazer parte das decisões, do controle e pede por mais transparência. É uma ferramenta que visa melhorias na educação pública, que é fonte de grandes críticas no Estado. Nós da Universidade nos reunimos desde o ano passado para criá-la e atender aos anseios da população, do TCE e do MP", explicou o professor.

Alguns critérios de avaliação foram estudados previamente e estarão em prática no app. Alimentação escolar, infraestrutura, transporte escolar e transparência são alguns dos critérios colocados, a depender do perfil definido pelo usuário, que pode ser um aluno, professor, gestor, ou parte da população da região.

O presidente do TCE disse ver a novidade como um importante aliado no estímulo ao controle social, por estreitar a relação com os cidadãos sergipanos e contribuir com o controle externo. Os conselheiros Carlos Alberto, Carlos Pinna, Clóvis Barbosa, Luiz Augusto e Susana Azevedo, bem como o conselheiro substituto Alexandre Lessa, também acompanharam a explanação.

Para o procurado geral do MP de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, esta é uma ferramenta necessária e de grande utilidade para a população, gestores e órgãos de controle: “É algo muito importante por possibilitar controle social, melhorar as políticas públicas e também auxiliar o Tribunal de Contas e o Ministério Público a intervirem quando os problemas não forem resolvidos”. Outro membro do MPC presente foi o procurador Eduardo Côrtes. 

A visão de Bandeira é compartilhada pelo procurador-geral do MPE, Rony Almeida. "Esse tipo de ferramenta é importante para todos nós; a finalidade é ampliar o controle social na educação. Além do MP, Universidade Federal e TCE, tem importância, principalmente, para os estudantes, seus responsáveis, professores e até mesmo para o governo. Imagine uma escola distante, em que as pessoas têm pouco acesso e não têm o hábito de fiscalizar aquela unidade; o próprio aluno vai ter acesso ao aplicativo para corrigir as deficiências do local”.

A implantação do aplicativo, bem como novas sugestões de aplicação serão debatidas no decorrer da próxima semana para que seja definida a data de lançamento.

Fonte e foto: TCE

 



Endereço:

Rua Cel. Stanley Silveira, 311 - São José - Aracaju/Se.

Nossas Redes Sociais:

 Facebok Instagram Instagram 

 

 

Contato Comercial - Aida Brandão

(79) 98809.4452/99993.2437/3211.9854

jornalpovao.expresso@ig.com.br

jornal-povao25anos@hotmail.com